28 fevereiro 2014

1

Alice - 1 ano e 5 meses, quase 6.

Um fato, e não é coisa de mãe coruja: Ela tá cada dia mais linda.

Este post é meio aleatório, uma forma de registrar bons momentos...

Cada dia tem sido mais maravilhoso gente! Essa fase é incrível e vejo a minha filha cada dia mais esperta. E vejo que ela é muito inteligente. Não que tenha desenvolvimento avançado, mas ela tem umas tiradas de bebê gênio! kkkk como por exemplo, hoje fui trocar o DVD e fico sempre pedindo pra ela me auxiliar em algumas tarefas pra ir aprendendo a se organizar, e então falei: "Alice, pega a capa da Dora pra mamãe."
Os DVDS estavam todos juntos e eu jamais imaginei que ela traria o DVD certo, mas ela trouxe! Ainda apontou pra boneca e falou: "Dôoooo."
Morri de amores sim porque sou coruja. Mas é lindo vê-los crescer, ainda mais quando nos surpreendem.

Na última ida ao pediatra ela estava com 11.400 kg e a altura não me recordo bem, mas acho que era 84 cm. Comentei com ele que achava ela meio preguiçosa pra falar, e ele falou que era tudo uma questão de muito estímulo. Ela sempre foi muito estimulada, até porque tudo que ela pede é "Ummmmmmm" e isso é extremamente irritante gente! kkkk tudo o que ela quer, quando se irrita ou até quando tá bem ela só quer saber de "ummmmmm". E a gente fica sempre repetindo: "Não é Umm Alice, é DÁ!". E nada. Essa semana ela até arriscou falar o Dá. Aliás, de lá pra cá ela tem falado coisas novas, e percebi que ela tem o seu tempo. E tudo vai acontecer quando estiver pronta, sem pressa.

Ela ama cantar e dançar, e tem o feito com frequência. Trocou os únicos desenhos chatos de Galinha Pintadinha e Backyardigans por várias histórias bacanas, que não prendem 100% atenção porque ela é super ativa.

Comer? Bem, ela sempre come muito bem. Um dia ou outro é que tá enjoada, e acho que ainda tem alguns dentes vindo por aí.

Tem se mostrado ULTRA carinhosa e EXTREMAMENTE apegada a mim. Ela me beija e abraça com frequência e isso é muito recíproco. Me sinto orgulhosa em vê-la assim, porque eu ensino que seja assim, e é um bom sinal de aprendizado. Ela beija fotos, livros e tudo que considera fofo. Adora animais. Gente, sem mais, ela é muito fofa!

E ao mesmo tempo, geniosa. Eita bixinha ruim! Idêntica a mim. Quando ela não quer, não tem quem faça ela calar. Isso é um ponto negativo, mas ninguém é perfeito. É difícil de lidar quando ela faz em público, mas tento conversar ao máximo ao invés de perder a cabeça. Em casa, às vezes perdemos a paciência. Mas isso a gente vai levando e com o tempo resolve...

Pra encerrar, repetindo este fato: Ela tá cada dia mais linda. Um beijo e ótimo carnaval.


14 fevereiro 2014

5

Quero outro bebê!

Bom dia minhas lindaxxx! Tá espantada com meu título? kkkk fica aí que eu vou te contar tudinho!

Gente, gravidez tá pegando pela água... Tá chovendo grávida no meu facebook e quase que a cada semana aparece uma diferente. No início tava tudo bem, mas agora vendo cada barriguinha crescer tá me batendo uma vontade enorme de ser mãe novamente... Fora outras bobagens cotidianas que acontecem. Todo mundo fala de gravidez perto de mim... Minha mãe fala que logo logo vai vir outro por aí, o marido sonhou com uma menininha recém nascida em nossa cama, eu sonhei que tinha gêmeos (um menino e uma menina), os amigos do curso ficam zuando e falando que estou grávida a cada coisa que digo! Ufa! Só falam de bebês e barrigas perto de mim, e é só isso que eu vejo todos os dias. Acho que vou ter uma gravidez psicológica só de falarem!

Mas enfim, voltando ao centro das atenções, um novo bebê: eu realmente não quero espaçar muito entre um filho e outro. Na verdade só quero dois, a Alice e mais um menininho que sempre foi meu sonho. Mas infelizmente sei que agora não é a hora, por uma série de motivos (e são MUITOS mesmo). Eu quero curtir cada segundo do crescimento da Alice. Ela tá numa fase mais que maravilhosa e quero dar toda atenção a ela em cada nova descoberta, que todo dia tem novidade. Fora que ela nem saiu das fraldas ainda, o trabalho seria enorme, ela depende muito de mim... E financeiramente, nem se fala! Nem consegui me mudar pra minha casa ainda, trazer outra criança no mundo morando na casa da minha mãe definitivamente não dá, não tem nem espaço pra essa criança! Fora os gastos meu povo, não é pra me gabar não, mas a Alice tem tudo do bom e do melhor, ela é um bebê muito caro. Imagine só eu tendo que comprar enxoval, fazer chá de bebê, etc, etc, etc... E um dos fatores mais importantes pra mim: a minha saúde. Acho que a maioria sabe que eu descobri a diabetes não faz muito tempo, e isso é um ponto bem importante. A minha próxima gravidez terá que ser muito bem planejada para que meu problema não traga riscos nem pra mim e muito menos pro bebê. Eu também tenho muitos gastos com as minhas medicações, é cerca de 300 reais por mês com a insulina, agulhas e etc. E pra piorar tem o risco de ter a Colestase Obstétrica novamente nesta gestação. Cerca de 40% a 60% de chances de ter de novo. Deus me livre, essa doença não é de Deus! Eu sempre fui doente, já tive tudo do dedão do pé ao fio de cabelo da cabeça. Com 18 anos já tô escangalhada, eu hein!

Então, acho que tudo indica que não é hora de ter um bebê... O jeito é ir curtindo as barrigas dos outros da melhor forma, e desejando muita saúde para cada baby que virá ao mundo este ano! O meu vai esperar um pouco ainda, tá certo meu anjo?! Enquanto isso vamos curtir a transição da Alicinha de bebê para criança, que está cada vez mais maravilhosa... E fiquem tranquilas, no dia que eu der start na busca por outro bebê, todas irão acompanhar, por enquanto é só um louco desejo mesmo...

ps: Já tenho nomes para o bebê. Se o marido ler isso tudo ele vai infartar. Minha mãe não quer outro neto porque acha que a Alice é exclusiva.

Beijos nas barrigas lindas e nos bebês gostosos ai de casa <3

12 fevereiro 2014

6

Alimentos Industrializados

Olá queridas!!! Faz tempo que não apareço por aqui né? Faltou um pouco de vontade nesses dias, e de sobra a TPM, oh bicha chata que afeta a minha vida! Mas doideiras a parte, vamos ao que interessa!

Alguém aí tem dúvidas que a Alice é um bebê bem alimentado? kkk Alguém já reparou nos coxões que ela tem? Até o próprio pediatra reparou que ela é uma gostosura! Mas sou suspeita de falar né! #mãebabona
Pois então, é verdade é que eu tenho um pac man dentro de casa... A menina come pra caramba, e não é besteirinha não, o negócio dela é arroz, feijão e farofa! Mas nas horas vagas sempre rola os lanchinhos, e aí resolvi abordar o tema dos Alimentos Industrializados. Tem aí alguém contra isso?

Depois que Alice fez 1 ano o pediatra liberou que ela comesse de tudo, mas isso não quer dizer que ela não tenha experimentado nenhuma guloseima antes. Os alimentos industrializados começaram com 5 meses mais ou menos, quando veio o primeiro danoninho. Antes eram apenas frutinhas amassadas e papinhas de legumes. Isso se manteve até os 7 meses, quando ela enjoou de tanta papinha de legumes da vovó, que sempre cozinhou pra ela por puro orgulho! rs Mas na época também já comia macarrãozinho e também arroz com feijão, sendo predominante a papinha mesmo. Aí a gente tem que inovar no paladar né, oferecer coisas novas, gostos e temperos diferentes.  Comecei a oferecer as papinhas da Nestlé, industrializadas. Meu Deus, a Alice adora aquilo! Apesar do gosto sempre parecer o mesmo, acrescento uma pitadinha de sal e ela come com gosto até o fim. Até hoje, quando ela se apresenta enjoada pra comer, ou quando está mais doentinha ofereço como alternativa pra ela e sempre dá certo. Ou nas ocasiões que temos que sair, mas é mais raro porque ela já come de tudo, não passa aperto pra comer. Outros alimentos que foram introduzidos antes de 1 ano foram: biscoito de maizena, geléia de mocotó, danoninho e até iogurte.

E aí depois de um ano... Tudo pode, dito pelo próprio pediatra. Comecei a oferecer vários tipos de lanchinhos nos intervalos das refeições principais, ou até no café da manhã. Sabe, hoje em dia ela já é mais chata pra comer fruta e sucos naturais, tem suas preferências e etc. Então foram introduzidos sucos de caixinha, daqueles com canudinho, também o Ades (que é de soja), tipos diferenciados de biscoitos, de vez em quando até libero biscoito recheado e salgadinhos de milho, toddynho dou de vez em quando também... E até nas refeições principais, já experimentei miojo num dia que ela tava super enjoada pra comer, e funcionou (ela gosta de coisa diferente). E enfim, ela se alimenta como um adulto normal, toma no máximo 3 mamadeiras por dia... Toma seu café da manhã com pão na chapa, suco, etc. Acho maravilhoso essa fase em que a gente não precisa se apertar pra alimentar os pimpolhos, aonde estiver e o que tiver pra dar tá valendo, ainda mais com o bebê como o meu que aceita de tudo!

Quando ela não quer comer, tá enjoada, eu nem me preocupo mais porque ela é um bebê super saudável, bem alimentada, bom peso... E em falar em peso, também não tenho neura com o corpo dela, obesidade, justamente porque sei que ela está dentro do peso certo, o corpo é totalmente proporcional (uma gordinha saudável e atlética), e o mais importante é que ela gasta MUITA energia! Ah, e a genética dos pais também ajuda rs

E por aí, como seu bebê se alimenta? Só pra avisar, essa é a minha opinião sobre a alimentação da minha filha, e o que eu faço ou deixo de fazer com ela é de total responsabilidade minha, certo? Enfim, beijos em todas!

A dona das coxas grossas mais lindas.